06

mar

2017

SIM: grávida, saudável e feliz

Olá bonitas. Se você está surpresa com essa novidade é porque ainda não me segue no Instagram e nem curtiu a nossa fanpage 😢.

💕Siiim, estou grávidinha e atualmente muito tranquila nessa nova etapa, principalmente porque eu me sinto realmente muito bem, saudável e levando uma gestação sem stress. Estou muito grata a Deus por tudo.
💕

O início foi muito difícil, mas eu ainda não quero entrar em detalhes sobre (não neste post), principalmente porque demorei tanto tempo pra contar a novidade, que agora só quero dividir a minha alegria e toda a saúde que estou esbanjando.
Eu não divide a notícia da minha gravidez desde o início – nem com vocês e nem com os conhecidos mais próximos –  porque surgiu tantas dificuldades no início e na época eu tive muito medo de não conseguir seguir em frente com a gravidez. Mas Deus é tão incrível que cuidou de tudo por mim e hoje estamos muito bem. Claro que como mãe também faço minha parte que é levar uma gestação saudável e obedecendo a risca as regras e deveres de quem carrega um bebezinho no ventre.

Eu dividi a notícia em meu Facebook pessoal já com essa foto 😅. Foi engraçado porque tenho postado muito no face e, em momento algum eu mencionei a gravidez. As pessoas tiveram dificuldades em acreditar. Somente duas semanas depois postei no Instagram 🙈 pra geral. Isso tudo aconteceu à 1 mês atrás.

Sobre os problemas iniciais, eu tinha decidido não dividi-los. Entretanto, foi tudo tão chocante pra mim que acho que minha obrigação como mulher é dividir essa experiência com outras gestantes que talvez passou ou está passando pela mesma situação e talvez está como eu estava, com medo, insegura e se perguntando se tudo dará certo.
Hoje quando me lembro de tudo, parece que tudo o que aconteceu foi à tanto tempo e, parece que foi apenas um pesadelo, já que hoje me sinto ótima – melhor do que as duas últimas gestações.

É isso lindonas hoje passei aqui pra dar o ar da graça 😂 e contar a novidade pra quem ainda não sabia. Estava morrendo de saudades de vocês.

Um grande beijo e até logo.


24

nov

2016

Brincadeira de criança – Ideia super legal – Pequena cidade no jardim de casa

Bonitas titias, mamães, vovós e madrinhas… olhem só que divertido essa pista de carrinhos na área externa de casa.

Achei super divertido e excelente para a criançada ter contato com a natureza e sair do casulo um pouco. Pena que nós moramos em apartamento (pena também que o Gabriel não brinca mais de carrinho kkkk), mas normalmente as vovós moram em casas com quintais e dá pra fazer essa cidadezinha, nem que seja somente em um cantinho. Fica a dica.

469654cafc25c7c66929b2d50f224ebc race-car-track-3 race-car-track-4 race-car-track-5 race-car-track-6-1 race-car-track-7


03

nov

2016

A Profissão Mãe + carta de um marido para a esposa cansada.

 

 

Outro dia falando com uma amiga que é baby-sitter em Londres. Ela me contava o quão cansativo tinha sido o seu dia e que finalmente havia chegado o final de semana. Ela me contou seus planos para sábado e domingo e neles envolvia, passeios, teatro, viagens, jantar em um restaurante legal e talvez uma baladinha caso tivesse companhia.

Naquele momento fiz uma breve pausa e em seguida disse a ela o quanto ela tinha sorte, por mais difícil que tenha sido o dia dela, ela tinha certeza de que tudo ia silenciar no fim do dia. Ela iria pra casa, tomar um banho quente e longo, fazer com calma todos os cuidados de beleza (do meu canal hahaha), depois poderia deitar e ler um livro e no outro dia, após tomar calmamente seu café da manhã depois das 9h, ainda poderia usufruir do seu salário suado, para fazer coisas independentes. Wow que vida. Eu já tive também, amiga.

E ela me disse, que ao menos eu cuidava dos meus próprios filhos e que difícil ou não, o meu trabalho, ela entendia minhas queixas, mas que eu iria sim receber o pagamento depois, com cada amor que recebo deles e quão grato são os filhos por toda a vida.

gabri e nati

Meu filhos – Gabriel e Natalie

 E isso, todas nós sabemos, é a mais pura verdade mamães, para nós que estamos em tempos difíceis com nossos pequenos, agarrem-se ao amor deles, quando tudo parecer tão difícil e quando você se sentir sozinha e incapaz, lembrem-se que tudo passa, é mais fácil na teoria, eu sei, mas nada do que contar ate 50 respirando fundo não resolva.

ca-bebes-erros-maes-primeira-viagem-2-d-732x412

Quando estou em nível 5 de stress olho para o lado e vejo o Gabri (8 anos quase 9) deitado calmo lendo um livro de mangá, e me vem a mente que já passei por aquilo e que muitas vezes deixei de apreciar momentos que não voltam mais, porque eu simplesmente queria que aquela fase terminasse o mais rápido possivel. Quando me acalmo, olho novamente para minha pequena, e vejo que cada arte ou drama dela, é querendo crescer e ser como eu. Não existe pagamento maior.

 

dia-das-maes-1Para você que tem um recém-nascido nos braços e chora junto com ele, te digo que tudo passa. Esse pequeno pedaço de você, está sofrendo como você. É tudo novo para você e para ele é muito mais, uma vez que, o seu pequeno não tem outra forma de dizer o que sente e como se sente. É tanto espaço para ele desde que nasceu…, logo ele que viveu 9 meses apertadinho em você. Nós sabemos, que agora é pouco espaço livre pra você também, então cresçam juntos.  De você re-nascerá uma nova mulher, uma mãe incrível e dele (a) um filho ou filha amável e gratos. Respire e acalme-se, ele vai sentir e absorver essa calma e amor que vem de você.

Eu vi um texto muito lindo, de um marido para sua esposa. Ele fala sobre o quão difícil é o trabalho de uma mãe, e o quão importante é a mãe para a família. (postarei abaixo)

É difícil deixar a vida lá fora e ainda sermos apontadas como as acomodadas…

“o coitado do marido trabalha tanto…”

“ela não trabalha… só cuida dos filhos…”

“ela não trabalha, só cuida da casa…”

No meu caso escuto essa frase: “você fica o dia todo em casa, você pode estudar o tempo inteiro…”

OI? Desde que me tornei mãe, o único livro que consigo segurar é livro infantil. Você que fez essas perguntas, tem filho? Você já cuidou de uma casa + filho SOZINHA, sem babá, sem empregada? Se sim, você nos entende bem! (Só sogra que não entende,hahah)

Não? Então senta aqui colega…

56806g-workaholic

Quem me conhece sabe que eu sou uma ex-viciada em trabalho, eu simplesmente não podia começar a projetar ou fazer qualquer outra coisa ligado ao trabalho porque eu simplesmente não tinha limites para parar. Eu simplesmente me achava boa no que fazia e amava, mas ignorava tudo a minha volta.

Até que em minha última gravidez, contrariada, parei tudo. E hoje vejo o que é trabalho e dá trabalho. hehehe

Me ocupei com muitas coisas, principalmente todos os problemas gestacionais. E logo em seguida, quando minha filha nasceu. Parecia ser tudo novidade de novo para mim. Tudo o que acalmava o Gabri, não funcionava com a Natalie, então tive que começar a ser mãe do zero, a casa eu simplesmente não consigo até hoje, deixar 100% organizada e acredito que nos próximos 4 anos ainda não será possível, e isso frusta, qualquer mãe.

mae em casa

Principalmente, porque escutamos o quão boa tal mãe é, o quão calmo tal bebê é., mas uma coisa sempre digo para as mães novatas: não acreditem em tudo o que os outros dizem. Todo mundo passa por isso, todo bebê dá trabalho, o bebê da fulana dorme toda a noite? Ótimo pra ela. Que sorte.  

 Não dê ouvidos à tudo que você ouvir. As pessoas são desnecessariamente competitivas. Na minha gestação ouvi de várias grávidas: Sério você teve isso diabétes? Nossa, mas a minha grávidez está tranquila… E dias depois eu ouvia da mãe da grávida: minha filha está pior do que você com mil problemas.  Outras vezes aconteceu de uma mãe me dizer: Nossa, mas o meu dorme a noite toda e fica no carrinho o dia todo e nem chora… daí chega o marido e diz: A fulana não dorme tem 1 semana… o bebê é o dia todo gritando…

A Natalie começou a dormir melhor quando eu parei com a amamentação que já foi cedo, com 2-3 meses, por conta de medicamentos que tomei. Desde então eu parei de comentar com outras mães porque, eu via que aquilo causava pânico nelas. O fato do bebê delas, não dormirem.

Bebes são diferentes, uns mais calmos que outros, mas o que quero dizer é, não faça comparações, viva o seu momento, descanse quando conseguir e o melhor de todos os conselhos: receba esse amor que eles nos dá e sinta-se grata.

Fiquem com a carta do marido para a esposa.

mae-que-fica-em-casaApós um longo dia no escritório conhecido como “a casa dela”, Kate Douglas se sentiu “derrotada” por seus dois filhos, e ela precisava sair por algumas horas. Mas quando ela voltou para casa, viu esta carta de seu marido, e ele colocou tudo em perspectiva…

“Depois de um árduo dia de trabalho, não há nada melhor do que ficar um tempo fora. Alguns dias eu chego em casa e vejo minha linda esposa desgastada, cansada, frustrada e oprimida pelos desafios de ser mãe. Ao contrário de mim, ela não tem hora para parar de trabalhar e não é recompensada com horas extras ou bônus para todo o trabalho e esforço extra que ela colocou durante o dia”, ele começou em sua carta. “Ela não tem licença por doença, férias anuais, ou bonificação por serviço extra, não consegue jantar fora durante a semana ou fim de semana, e tampouco a expectativa de um feriado para encurtar a semana. Assim, mesmo que hoje tenha sido um dia duro e você se sinta desvalorizada ou não tenha certeza de que faz a diferença em nossas vidas, isto é como o seu dia foi realmente…

O marido de Kate passou a detalhar sua agenda, a partir do segundo em que o despertador tocou até o minuto em que o jantar foi servido, e foi digno de aplausos.

“Seus filhos acordaram nas suas deliciosas camas quentes. Todos os lençóis cuidadosamente lavados e arrumados por você. Eles tomaram café da manhã (que foi organizado há uma semana quando você escreveu a lista de compras). Você preparou a lancheira do nosso filho para ir à escola – e você se questionou se esse lanche era realmente saudável o suficiente e se ele ainda sentiria fome. Ao mesmo tempo, você equilibrava o outro filho em suas pernas, braços e ombros. Você deixou nosso filho na escola – onde ficou durante uma hora confortando-o porque ele estava tendo um dia ruim, deixando-o saber que a “mamãe sempre estará lá”. Você voltou para casa, onde passou o dia com uma criança de dois anos (no meio dos seus Terribles Twos), mantendo conversas e treinando-o para o desfralde, ensinando-o a ser um menino grande. Você o colocou em sua cama para ele dar um cochilo para certificar de que ele terá energia suficiente para aguentar o resto do dia, apesar de saber que você não teria. Você gastou seu tempo limitado entre descanso, trabalho da casa, trabalho de casa, e trabalho de casa. Depois de tudo isso e pouco descanso que você buscou o mais velho na escola, e o levou os dois na consulta do pediatra, certificando-se que eles são tão saudáveis quanto deveriam ser, fez com que eles tivessem um delicioso jantar. Teve o seu primeiro bate-papo adulto no jantar, o tempo todo sendo uma boa mãe e resolvendo os problemas de todo mundo.

Eu só sei que quando você vê um dia ruim, eu vejo uma incrível mulher que nunca fica doente, nunca desiste, nunca mais vira as costas para os dias difíceis, e que tem o poder de ir para a cama sabendo que tudo vai acontecer de novo amanhã. Você é uma mãe incrível e fabulosa, embora você não veja, você é a melhor coisa que esses meninos vivem e nós amamos você, por tudo que você faz”.

Depois do que parecia um dia incrivelmente duro com seus meninos, isso era exatamente o que Kate precisava ouvir de seu marido. É o que todas as mães que ficam em casa precisam ouvir para perceber que seu trabalho não é um passeio no parque. A sua casa é o seu escritório e seu trabalho duro é muito apreciado.

 


20

jul

2016

VLOG: Festival de verão na escola das crianças (Munique Alemanha)

festinha na escola em munique alemanha

Olá Bonitas, hoje só vim dar o ar da graça. Porque HOJE tem vídeo novo pra vocês. Já faz um tempinho que não gravei vlog e a família e amigos tem cobrado bastante, hehehe. Mas depois do snap ter surgido tenho mostrado muito por lá e acabo esquecendo que nem todo mundo usa snap. Então gravei o nosso  sábado maravilhoso com as crianças na festinha da escola.

Antes de ver o vídeo se inscreva-se no canal se ainda não for inscrito clicando neste botão abaixo.

youtube-subscribe-inscreva-se

Espero que gostem, beijos


10

jun

2016

E de repente 30…

E então eles chegaram!!! Os tão mencionados 30.

Quem nunca se pegou falando??  “Quando eu fizer 30 anos…” ” ahh isso deixa para depois dos 30…” “antes dos 30 tem que fazer tudo porque depois tem que ir mais devagar…”

Lying-on-the-grass-of-the-cute-little-girl_sQuem nunca quando criança se deitou na grama olhando para o céu e começou a se imaginar adulto??? Como seria sua vida… Como seria sua mulher ou seu marido? Quantos filhos você queria mesmo ter? Qual seria o nome deles? Com quantos anos você ia se casar? Claro que depois de concluir seus estudos para ser o melhor astronauta do mundo ou a melhor veterinária, bailarina, princesa… ou talvez você iria casar no reino das fadas e então já nem se lembrava mais o que estava pensando…

 

Passei minha vida toda, tendo flashback de uma cena marcante, cada vez que alguém dizia 30 anos. Lembrava da minha mãe. Quando ela fez 30 eu fiz 10.

Me lembro exatamente daquele dia e de cada cheiro e de cada pessoa. Minha mãe estava linda, nunca me lembro de ver ela tão linda quanto aquele dia. Cabelos lindos, corpo lindo, pele linda… eu desejava ser ela. E ela chorou o dia inteiro, sem parar, cada pessoa que chegava para dar os parabéns, ela chorava.

11156328_756567347774753_7265775050599462440_n

mamy agora já é 50tona

Eu não conseguia entender porque ela chorava, se ela estava mais linda do que um dia antes. Eu queria fazer 30 para entender aquele momento. Passei minha vida até hoje, relembrando várias vezes aquele dia. Ela chorava no braço do sofá, dizendo que estava ficando velha que 30 era muito pra ela… e aquele foi o ano em que ela conquistou cada sonho que ela tinha. Aquele foi o ano em que ela se revelou como mulher. Mesmo mãe de 3 ela ainda estava presa na juventude, no tempo dos 18 ao 20 e poucos, 10 anos na casa dos 20. De repente, a vida te chama para parar de treinar e jogar de verdade. Era isso. Hoje entendo, hoje entendi.

Quando eu fiz 20 anos pensei: “nossa fiz 20 e agora??”, e entrei em pânico porque ouvi meu pai dizer que depois dos 20, os anos voam, então corri, trabalhei muito me dediquei muito, não me importei com horários, algumas vezes não me alimentei, não dormi, não curti… os 20 passam rápido e quero chegar aos 30 com a carreira feita, mas com 27 tenho que ter alguém, me casar ter todos os filhos que pretendo ter até os 29 e chegar aos 30 como todo mundo sonha. Carreira, um homem lindo do lado, um casal de filhos, viajar pelo mundo sem me preocupar com contas. Ter muitos amigos, e então curtir a vida adulta como mereço.

E então de repente os 30 chegou, o hoje, o agora, este exato momento.

Sem palavras… não doeu como pensei que doeria. Na verdade, os calos não doem mais já faz um tempo.  Abandonei minha loucura por trabalho, não tenho a pressa de antes, nem as inseguranças de antes, ainda resta insegurança nessa humana aqui, mas não a que me consumia. Ainda resta boa parte da menina que deitava na grama sonhando em ganhar o mundo, mas o meu mundo hoje é menor, meu mundo são os filhos que sonhei ter antes dos 30, meu mundo é o homem lindo que está dormindo neste momento do meu lado, que chegou logo depois dos 20. Nos meus planos ele chegaria um pouco atrasado, mas Deus é tão generoso que me entregou bem antes.

casal lindo laura costta

Meu mundo tem 1 ou 2 talvez 3 grandes e verdadeiros amigos, porque quando se chega nos 30 o importante não é mais a quantidade, e sim a qualidade, não é a pressa, mas a eficiência. Nós já sabemos que se não der certo, tem outro caminho, outras histórias, outras experiências, novas possibilidades. A vida não vai acabar se você perder um alguém, um amigo de verdade sempre volta, um verdadeiro amor sempre volta. Já somos capazes de identificar um erro antes mesmo de comete-lo, e sabemos que se mesmo assim errarmos, a vida continua e temos todos os dias uma outra chance.

Aprendemos a conviver melhor com a saudade, que hoje é diferente de quando se tinhamos 15,18,20… dói, mas temos maturidade e não cometemos as mesmas loucuras.

Temos mais coisas que nos seguram no chão. Na verdade, tenho um chão que me faltava antes. Um lugar para voltar, para me sentir forte e amada. Um abraço onde posso correr e saber que de lá ninguém me tira. E meus braços cresceram, agora cabe dois e sinto que posso ser forte por eles, e que posso ser um porto seguro de duas vidinhas.

 

Se você me disser que tem 30,40,50 e ainda vive da mesma forma, ou segue com a mesma linha de pensamento que você tinha com 17,18 ou 20…25 te digo que você desperdiçou a sua vida.

Porque a razão da vida é a evolução, o amadurecimento, a experiência… aprender com seus erros, lidar com os obstáculos. Se você chegou até aqui e não aprendeu nada. Que pena.

Eu me sinto como se ainda tivesse meus 20 e poucos anos, mas com a experiência e maturidade dos meus novos 30 anos. Eu aprendi muito, vivi muita coisa em pouco tempo, errei demais, e errei mais de uma vez o mesmo erro. Aprendi e ainda tenho aprendido dia após dia, porque a vida é assim, viver para aprender, errar pra entender.

Eu estou muito feliz de estar onde estou, de ter deixado minha obsessão egoísta, de projetar um futuro sem desfrutar do presente, de ter pressa em tudo, de emocionar demais por coisas que não valeram todo o stress ou minha luta, mas que claro foi uma experiência válida. Agora, só quero paz e muita saúde para viver plenamente e aproveitar cada momento com meus filhos, minha família, amar, dar e receber amor dos meus amores.

 

 

A dica que dou para você jovem? É Shakespeare: O que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na sua vida!!

 


Páginas    12

Me segue no

Instagram

Mulheres Divas • todos os direitos reservados © 2017 • powered by WordPress • Desenvolvido por